ENTREVISTA

feedback entrevista

FEEDBACK - ROCK CHEIO DE FÉ

Chamam-se Feedback, curiosamente o primeiro nome dos actuais monstros consagrados U2, e deram a conhecer ao Inside as suas ideologias, que os inspiram para um novo rock.
Sem qualquer preconceito, aliam a música à religião, e propagam assim a mensagem de uma forma singularmente enérgica.
Estes rapazes têm o dom de acreditar que a música é uma forma de ajudar os mais jovens, através das suas mensagens de apoio. Os projectos imediatos passam por concertos, e quem sabe um disco, mas acima de tudo há fé para continuar a tocar para todos... e para Deus.


OS FEEDBACK - ESSÊNCIA
"Começamos a tocar na igreja, até que decidimo-nos juntar para fazer um som diferente ao nosso gosto e também ao de muitos jovens perdidos nas bebidas, drogas e muitos outros problemas da sociedade em geral, com o objectivo de dar um rumo a todos os jovens e seguir todos os sonhos que eles possam ter deixado de acreditar."

OBJECTIVO
"Principalmente é transmitir a seguinte mensagem a todos que os gostem da nossa música: a verdadeira razão da nossa existência é Jesus."


PORQUÊ "FEEDBACK"?
"Feedback significa "retorno", e o nome foi dado pela seguinte razão: Muitas religiões falam de deuses de pau e de louça. Mas nós cremos num Deus que não só nos ouve, mas também nos responde...daí o feedback."


FUTURO
"A formação existe desde janeiro 2003. Apenas tocamos regularmente entre amigos, e em várias igrejas, mas existe um projecto de visitar prisões, faculdades e Hospitais. Todos os lugares onde formos bem vindos!"


INFLUÊNCIAS
"As nossas influências musicais passam por de tudo um pouco, desde 12 stones, Nickelback, 3DoorsDown, a Rasmus, entre outros.
A nossa musica é basicamente Rock ou como já antes etiquetada por algumas entidades de Power Rock. Para nós é simplesmente a música que gostamos de fazer."

FEEDBACK

Vocals & Guitar - José Rações
Guitar & Vocals - Léo Araújo
Drums & Vocals - Carlos Pilaro




Autor: Pedro Miguel Vieira
Data: Fev 2005



COMENTÁRIOS

Visite-nos no FacebookVisite-nos no Twitter

Entrevista

PhaZer

PhaZer


ler mais

Votação

Mediar entendimento
45%
Agir pela força
28%
aplicar mais sanções
9%
outra
19%